Creepypasta Wiki
Advertisement
Forums: Index > Writers' Workshop > Pokémon.1996. ああ子供時代はそれほど甘くなかった -Chapiter 1


Pokémon.1996. ああ子供時代はそれほど甘くなかった -Chapiter 1

Era mais um dia de silencioso na cidade de lavender town... todos já haviam saído de suas celas, menos um...

Red estava encostado em uma parede, ele estava dormindo, parecia um anjo,em suas pernas haviam correntes presas a uma bola de aço, para que ele não pudesse escapar durante a noite ou em qualquer horário, suas mãos tinha algemas de aço, ele dormia com elas presas ao seu peito com suas mãos juntas, seus suspiros eram quentes e pesados, parecia um sono comum, até que...

-ae! E hora de acordar vagabundo!-um rocket chega batendo com um cassetete nas barras de ferro de uma das alas dos dormitórios, que pareciam mais jaulas de animais selvagens...

O rocket se aproxima de Red e bate com o cassetete...

-Hey! HEEEY! acorda! E hora de trabalhar vagabundo!-nesse estante Red acorda assustado achando que fosse giovanni, mais logo se alivia ao ver que era apenas um rocket enfurecido-ae giovanni está esperando você, e te digo, ele não tá feliz não hein cara...-Red continuou em silêncio, ele apenas se sentou e estendeu as mãos e separou seus pés, o rocket com uma chave mestre permitido por alguns, tirou as correntes dos pés de Red e trocou por uma par diferente, sem bolas, mais que o impediriam de correr para longe, logo ele tirou as travas de suas mãos e as deixou livre, mais isso não seria por muito tempo...infelizmente...

-vamos logo que se sobrar pra mim, Faso você trabalhar dobrado! Bora vagabundo! Anda!-diz o rocket segurando as mãos de red por trás e o empurrando até uma sala enorme após passar por diversos corredores, Red estava muito cansado e sonolento, mal tinha seus olhos abertos, ele lacrimejava muito, parecia que estava em prantos, mas pra dizer a verdade, sim, estava, mais pelo sono e por mais um dia de pesade-los.

-ae peguei ele dormindo, você acredita? E muita vergonha na cara não?-o rocket joga Red propositadamente no chão o fazendo cair de joelhos, o garoto de olhos vermelhos apenas apertou seus dentes olhando para baixo sem olhar a face de giovanni.

-eu já esperava...lamentavelmente..-diz Giovanni se virando e olhando Red, o mesmo apreciava seu vinho amargo como de costume, com a mão esquerda acariciava seu persian, o pokémon com aparência de gato-você acha mesmo que pode tirar uma soneca enquanto todos já estão de pé? Sabe que eu odeio um segundo de atraso, não o quero atrasado mais nenhum segundo né ouviu bem?-Red ficou em silêncio, ele não percebeu quando giovanni se levantou enfurecido, ele pegou um chicote da mão de um rocket e foi em direção a Red após sair de sua poltrona confortável deixando seu persian observa tudo junto dos outros escravos que estavam assustados somente com o andar ea postura de giovanni andar com a ele chicote, alguns estavam tremendo por medo e chegavam a se curva contra o chão em forma de respeito ao seu "mestre".

Giovanni se aproximou de Red com um chicote, que era pequeno porém, não prometia não arancar um litro de sangue de alguém em três batidas dependendo da força, giovanni se aproximou dele e segurou seu queixo tão rápido que estalou, com o chicote acertou o rosto de red com uma força intensa.

-HAAAAAAA!-seu grito e escutado, todos fizeram um barulho chocado e se encolheram com medo, em poucos segundos começou a descer uma substância vermelha do rapaz, seu sangue escorreu até os pés de alguns escravos a frente dele, todo desviaram assustados com o que foi feito em suas frentes.

-seu...-mais um grito forte e escutado e alguns recuam com lágrimas nos olhos,yellow tremia, ela tinha medo, ela tinha medo do que poderia acontecer naquele momento, ainda mais com Red sendo a vítima.

O jovem de cabelos negros foi agarrado pela gola do pescoço e levantado e encarado como um olhar sádico a sua frente-e que você não volte mais a me atrasar..senão..-bate o chicote no chão mais ao contrário dos demais Red não teve uma reação, apenas sentia o sangue escorrer por sua boca, foi deixado uma ferida horrenda e sua bochecha, Mais ele não se importava mais com isso, já vinha sofrendo a mais de 7 anos, Red foi escravizado com apenas 7 anos após a guerra ter acontecido, houve também uma explosão nuclear por conta da guerra, isso resultou em mutações ao logos dos anos em plantas e em pessoas, as que não pegaram sofreram com a guerra, ou simplesmente morreram antes de contar história...

-...estão vendo? É isto que acontece quando me desrespeitarem! Acabarão como esta puro infeliz! E não me importarei, o que interessa pra mim é que trabalhem e mais nada! Estão vendo aquela torre?-aponta e todos olham imediatamente-aquele local está sendo construído ao meu favor! É não tolero mais nenhuma inadequencias!!-diz caminhando pelos seus escravos-e tem mais! Quem quiser descansar, sabem muito bem que temos horários muitos rígidos, eu como um mestre bonzinho só darei uma hora de descanso a vozes, os que se machucarem e tiverem hora extra..bom, não prometo nada! Que se fodam sozinhos!-diz com um sorriso como se fosse divertido dizer isso com um olhar de medo de seus escravos.

Giovanni recebe alguns elogios enquanto andava pelos jovens usando correntes, cada um se afastava e outros paralisavam de medo, isso fazia um sorriso surgir nos lábios de giovanni.

-...esta com medo pequeno shiro?-diz Giovanni com um sorriso horrendo.

-n-não senhor...só estou muito...muito...

-muito?-se aproxima de shiro com um olhar intenso.

-se-senhor...HA!-o mesmo escorrega em sua própria corrente e cai-e-eu sinto muito....eu...

-CHEGA!-bate o chicote no chão e mais uma vez uma cena de pessoas tremendo e assustadas.

Enquanto Giovanni se lamentava por conta de um jovem escravo sentimental demais, um outro shiro olhava do canto de uma parede, ele olhava red e sua expressão paralisada, ele sentia muito por isso tudo está acontecendo, o mesmo tinha olhos roxos claros e cabelos verdes bem bagunçados que iam até seus joelhos, ele não se importava com um cabelo tão grande, embora Giovanni ameaçava corta seus belos fios que se sujaram com a poeira e o local, mesmo que não chegassem ao chão.

-senhor Giovanni!-Giovanni o olha antes que pudesse bater naquele shiro.

-o que você quer shiro?-se aproxima dele aos poucos.

-bom..-shiro se ajoelha ao chão olhando nos olhos de Giovanni-eu queria dizer que eu poderia ajudar com o red caso precisasse...eu sei que ele meio que-paralisa ao ver giovanni a sua frente-...ajudar enquanto você adianta com os outros?-apos isto um barulho ressurge do chicote, ele havia cortado uma mexa do jovem, shiro tremia mais se manteve firme, mas sem intenção de encarar seu mestre-eu poderia ser permitido a fazer isso senhor?-diz com uma voz doce e baixa.

-estão vendo?-grita Giovanni-e desta forma que pretendo ser chamado por todos vocês! Com este máximo de respeito!-diz vendo as diversas expressões diferentes o encarando-mais porque se importa tanto com o samazinho? A algum problema? Shiro?-pergunta se aproximando de seu rosto.

-não senhor..-diz shiro sentindo um tremor por dentro-eu só pretendo ajuda-lo e assim ajudar o senhor...

-bem..a única coisa que você fará por mim e ficar na mesma sela que a dele, e trate de fazer isso perfeitamente bem, não quero mais nenhum atraso, se red não concorda com minha escolha, serei obrigado a deixa-lo em um mínimo castigo..HAHAHAHA! e então? O que me diz red?-diz com um sorriso sem olhar, seu sorriso se desmancha quando o mesmo não reponde-...O QUE ME DIZ RED?

-eu concordo...senhor...-diz red sem alguma emoção.

-ótimo, assim que eu gosto! Bem, que isso seja feito-giovanni se vira indo para seu acento macio e confortável.

No mesmo estante shiro olha red e sorri, mas se surpreende com sua ação, red lentamente vira seu olhar para o mesmo, sua expressão era mortal, shiro recuou um pouco intimidado enquanto alguns tentavam desviar o olhar avermelhado de red, red intimidava muito as pessoas, isso fazia alguns gelarem, era impossível arrumarem briga com red, ainda mais pelo fato de que ele também era muito forte.

giovanni perdeu suas palavras ao se sentar e vê aquela cena.

-HAHAHAHAHAHA!-acaricia seu persian e todos os olham, menos red que encarava shiro que o retribuía com um olhar de medo-ele não é adorável?-foi neste estante que red volta seu olhar para frente e fica cabisbaixo- vocês estão vendo minha figura favorita...sim, red, meu garoto de ouro, ele já foi famoso por seu talento antes da guerra não? Isso é tão admirável, ainda mais agora que ele é só meu, e vocês sabem bem do que digo-joga uma coleira com uma corrente ao chão-ele e um bom menino...e quem me desobedecer, irão morrer nãos mãos..ou melhor...nas garras desta terrível fera...vocês sabem, ele é terrívelmente mortal!-todos olhavam red sabendo muito bem o que ele sofria, apesar de não ser culpa dele, todos tinham medo do que giovanni poderia fazer com ele o usando contra as pessoas-bem, já bateu o horário de pico de vocês, e melhor vocês irem antes que sejam castigados..não é mesmo Red? ...Red?-Giovanni não deu mais uma palvra, ele olhou despressivamente para red, o rapaz de apenas 14 anos, ele se levantou novamente extremamente furioso, red havia adormecido sem querer, com uma garrafa de cachaça ele chega perto de red e da um tapa que fez o ouvido do jovem ficar com um zumbido, red acorda assustado e giovanni da outro chicoteado em seu rosto, encima da outra ferida, Isso aprofundou mais a ferida, logo após ele joga cachaça em seu rosto, foi nesta hora que red gritou, sua dor foi insuportável, ele se contorceu, e seu queixo foi segurado por giovanni.

-você trate de me respeitar! E me escute enquanto eu falo!-giovanni olha os demais- VÃO TRABALHAR IMEDIATAMENTE SEUS INPRESTAVEIS!VÃO! VÃO AGORA!-todos correm ficando apenas os rockets e red sobre o chão-e você red-aproxima seu rosto-trate de falar comigo quando eu te chamar pela primeira vez!-da outra chicotada em seu peito e o joga pra saida-SUMA DE MINHA FRENTE! ...E VÁ TRABALHAR!

Minutos mais tarde todos já estavam trabalhando, giovanni passava com seus rockets pelos escrevos analisando, yellow era da parte da casa, e fazia trabalhos domésticos junto de outros e como shiro, o rapaz de olhos roxos.

-oi...como vai, posso ajudar?-diz shiro chegando perto de yellow.

-ah olá-sorri-pode sim-já irei fazer esta parte e logo farei a comida-precisa de algo?-diz yellow com um curativo que impedia de completar sua sorriso.

-Oh não, não a nada de demais, só queria tirar uma dúvida sobre um dos escravos...

-e qual seria?-diz yellow já sabendo da resposta.

-sabe..O menino de cabelos escuros e olhos vermelhos rubis...

-você quer dizer o red? Certo?-diz yellow pondo frascos de remédio em seus devidos lugares.

-isso..sabe ele é meio estranho as vezes mais queria fazer amizade sabe...e ele te conhece muito mais...maia tempo do que eu..

-sim-sim, somos bem próximos, ele é meu melhor amigo desde então-shiro da um suspiro aliviado ao escutar isso-...o que quer conversar sobre red?-olha ousadamente pra shiro.

-ho...não é nada..só curioso mesmo, só queria amizade.

-não está com medo dele certo? Só quer amizade pra escapar dos valentões?

-não,não! Nada demais...só queria conhece-lo mesmo...

-eu te conheço shiro, tá afim do moreninho?

-não acredito que você foi capaz de dizer isso-disse shiro inchando as bochechas.

-hahahahahahah, olha a sabrina me disse que gosta dele...-no exato momento shiro tem uma pausa-estou brincando seu bobo, só queria ver sua reação.

-você também só diz isso porque ele gosta muito de você.

-não creio que ainda estamos aqui discutindo sobre isto.

Na mesma hora red entra na sala do repente, isso deu um susto em ambos, porém yellow já estava acostumada, a mesma se vira e o olha suavemente.

-o que foi rubi? Tentando fugir novamente em horário de pico?-diz brincando porém red apenas a mostra um cubo transparente, aquilo contia anestesias-..ho, certo, você vai para enfermaria com isto não? Se quer saber onde estão as ataduras estão naquela gaveta-aponta, e red sem dizer nada vai até a comida pega-las, mais ao não achar olha yellow com seu olhar mortal-....devem estar lá dentro do armário na cozinha ao lado-diz e red sem um pio vai até na dando passos fundos.

-...como isso foi possível?-diz shiro intrigado.

-o que?-diz yellow cortando duas linhas nos dentes.

-ele não se comunica...como vocês se dão bem?

-...shiro não conte nada mais red sofre de 5 transtornos mentais, eu acho que seria o normal dele não dizer nada.

-...sinto muito por isso yellow mas mesmo assim...eu..

-está tudo bem shiro, red pode não se comunicar comigo mais aprendir a entende-lo, e só você o respeitar que ficará tudo bem-coloca as linhas, vermelha, e uma preta na agulha,shiro fica sem o que dizer até que...

-eu vou ir lá falar com ele...

-vai, hihi, tenta a sorte!-yellow brinca com a situação, shiro sem dizer mais nada vai até o corredor e pra sua surpresa red havia vindo do mesmo.

-ha..oi, eu poderia te..-red passa por shiro batendo seu ombro no dele o ignorando, shiro ficou estático o olhando decepcionado, mais não desistiu, pelo menos não até agora..

-bom dia pra você também red-diz yellow o vendo entrar na sala e sem dizer nada se sentar numa cadeira.

-....-red olha yellow ea mesma o vê pelo espelho.

-how, você precisa disso?-a mesma o joga uma tesoura e red a pega, shiro ficou em silêncio observando os dois.

-....bem eu poderia ajudar em algo?-diz olhando red.

(Nota:shiro e chato pela amor de deus! Haha!!)

-preciso da tesoura rubi..-do nada red joga a tesoura pontuda nas costas de yellow-aiiin! Quale red haha-se vira e o mesmo havia saído da sala, mas por algum motivo continuou na fora-já tô indo red.....-diz yeollow.

-o que ele quer?-perguntou shiro.

-ele tem medo de injeção..-na mesma hora red joga a caixa de anestesia na direção dela mas acerta a mesa-horas seu!-joga um rolo de linha nele e o mesmo o joga acertando com força a mesinha derrubando várias coisas-red!-ela o olha e o mesmo sorri mas fica sério novamente.

-hey! Que palhaçada e está aqui?-ho mesmo rocket daquela hora.

-nada apenas o red nervoso comigo...

-assim espero-o rocket encara red-ta com crise? Vai morder a parede mocinho-o rocket bate o cassetete em seu rosto e sai, red rosna como um lobo, Mais não no sentido literal e sim que ele realmente parecia um lobo-uiuiui ti com medo-andando rodando seu cassetete nos dedos.

Red se vira e vê shiro do seu lado do nada-oiii..como está?-red revira seus olhos e olha pra cima batendo suas mãos na parede, shiro insistiu tanto em conversa com ele que isso fez red bater a cabeça na parede de uma forma horrenda-tu tudo bem...eu não te perturbo mais...só estou preocupado com sua saúde assim como os outros...-red o encara e diz nada, só dá um suspiro aparentemente nervoso, shiro corou e sentiu seu corpo estremecer,não queria admitir que gostava de red fazia anos, mas nunca disse já que achava que yellow fosse um obstáculo, mais na verdade eram apenas amigos, shiro tentou uma última alternativa ao ver red andar para o consultório-você precisa de ajuda? Esta mancando...

-eu não preciso de sua ajuda...-diz red em um susuro-eu sei ir até lá sozinho...ok?

-c..certo...-diz shiro surpreso.

-muito bem red, vamos até a enfermaria?-diz a garota de 15 anos abraçando o braço do rapaz deixando shiro olhar os dois com um olhar baixo.

"Porque ele me ignora tanto?"-pensou shiro vendo red sair mancando andando com yellow sem olhar pra trás, com isso ele só saiu quando um outro escrevo o chamou.

-hey shiro! O que faz aí? Algum problema?-diz bruno.

-ho sim, estou bem sim, só pensativo, Mais não é nada demais, vamos indo sim?-diz correndo até seus afazeres deixando bruno confuso.


  -O QUE! MAIS QUEM FOI O ENGRAÇADINHO?-grita giovanni enfurecido.

-per-perdoe-me senhor...m-mas Eu não Conseguir aguentar o peso...a torre e alta demais...me sentir assustado...-diz um escravo abatido.

-POR MIM NÃO INTERESSA! SEU DEVER E ME SERVIR! E NEM MAIS UM MINUTO DE DESCULPAS PARA PODER DESCANSAR!-chicoteia o pobre escravo que recebia risos dos rockets o circulado.-Levem-no Daqui imediatamente!-diz enquanto mais dois escravos levavam o escravo que desmaiou após a cessão de chicoteamento-agora quero ir até o local do estrago, lacaios! Me sirvam agora!

-sim senhor!-diz os rockets levando giovanni até a torre com um de seus lados totalmente quebrado.

-Mais o que....Quem Foi o Puro Infeliz?

-foi o paul senhor-diz uma escrava.

-eu não tive culpa! Eu escorreguei sem querer! Como eu saberia que iria cair?

-mais você mesmo disse que não estava disposto então porque não trocou de lugar com alguém?-diz chili.

-olha aqui eu não pretendia isso eu só estava servindo ao nosso mestre-dito este tom para se safar.

-mais se não tivesse se gabando tanto pelo menos conseguiria...-um barulho de chicote e escoltado e todos ficam em silêncio.

-bem...isso foi o suficiente, quero que você pequeno Paul, vá para a sala de detenção....eu o espero por lá.. já o restante consertem este estrago, quero ver este local perfeito, e morty-o olha-iremos conversa em particular mais tarde.

-sim senhor-assente morty o loiro escravizado na mesma idade que red, aos sete anos de idade, era um dos únicos a ter uma amizade com ele.

...

  Em uma campina gramada, estava um jovem de cabelos acastanhados, ele se chamava Green, vestindo um xaile abotoado no peito, o mesmo para a olhar para a densa paisagem ventosa.

-irmão...tem certeza de que ele está bem?-diz daisy-sabe..não quero que você se esforce atoa, após a guerra sei que ouve muitos relatos de escravidão e infecções nucleares, mais e se Red não sobrevivel a isso tudo?

-....ele tem que estar-diz num tom cansado, suas olheiras também eram provas disso, o jovem não dormia a dias e não se cuidava a meses, isso o fez entrar em depressão, ainda mais após a guerra, seus amigos e red não saiam de sua mente, muitos que foram escravizados ou que até morreram na imensa guerra, ele é sua querida irmã não foram escravizados, mais isso não mudava em nada, daisy também se sentia deprimida e exausta, ninguém teria uma disposição após dias como aqueles.

-eu ainda posso acha-lo...eu tenho certeza disto daisy....red sempre foi forte...sei que naquele dia...aquele terrível dia nos separou...mais..ainda tive forças pra acreditar que ficaríamos bem...mesmo com toda esta tragédia eu ainda confio nele...oh meu arceus...porque me preocupo tanto....se eu pelo menos dissesse a ele tudo o que eu sentia...-se senta e aperta uma grama com as mãos-....-sem mais nada Green começa a chorar, seus respingos caiam, ele não suportou ao lembrar de red, ele gostaria de te-lo ao seu lado novamente, mais mal sabia se teria seu amigo de volta, ele sabia que poderia descobrir a verdade mais triste de sua vida, mais ainda sim tinha esperanças, Green foi consolado por sua irmã.

-está tudo bem maninho...ele estará bem onde quer que esteja-o faz um carinho o apoiando em sua busca.

Pokémon.1996. ああ子供時代はそれほど甘くなかった -Chapiter 1



Feedback

William See (talk) 18:55, 4 February 2021 (UTC)

Spinoff content has to go through spinappeal first. Additionally, this being in another language, you'd have to translate it before uploading it here.

Advertisement